(51) 3062-4411 (51)99999-7782 comercial@ae.eng.br

Geração de energia solar no Brasil atinge a mesma potência da usina de Itaipu

por mar 11, 2022Energia Solar0 Comentários

Um novo e grande avanço para o crescimento do setor de geração de energia solar fotovoltaica no Brasil é que acabamos de alcançar a marca histórica de 14GW de capacidade instalada.

Este dado é importante, pois este é o mesmo valor de potência da usina hidrelétrica binacional de Itaipu, conforme informações da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

A marca leva em consideração os parques centralizados de geração de energia solar, pequenos terrenos, fachadas e telhados que contam com painéis para geração própria.

Contexto da Usina de Itaipu

A usina hidrelétrica de Itaipu Binacional é a líder mundial em produção de energia limpa e renovável.

Desde o início de suas operações em 1984, ela já é responsável pela produção de mais de 2,8 milhões GWh (gigawatts-hora) e 14 GW (gigawatts) de potência instalada através de 20 geradores.

Estes números representam  8,4% da energia consumida no Brasil e 85,6% no Paraguai.

fonte: https://www.itaipu.gov.br/energia/geracao

Cenário da geração de energia solar no Brasil

Segundo a Absolar, a geração de energia solar já trouxe ao Brasil mais de R$74,6 bilhões em novos investimentos desde 2012. Desse valor, R$20,9 bilhões foram em arrecadação para os cofres públicos.

Além disso, o setor já foi responsável também por gerar mais de 420 mil novos empregos e evitar a emissão de 18 milhões de toneladas de CO2, valores totalmente significativos para a economia do país e para o meio ambiente.

E não para por aí. O sistema de geração de energia solar atinge diretamente também o bolso dos consumidores, como podemos ver na declaração abaixo feita por Rodrigo Sauaia, presidente da Absolar:

“As usinas solares de grande porte geram eletricidade a preços até dez vezes menores do que as termelétricas fósseis emergenciais ou a energia elétrica importada de países vizinhos, atualmente, duas das principais responsáveis pelo aumento tarifário sobre os consumidores”.

As usinas solares de grande porte, hoje, já representam a sexta maior fonte de geração de energia do Brasil, isso, sem considerar pequenos parques centralizados e a geração própria de energia.

Mas, o que esses números significam?

Ainda segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, espera-se com isso que o crescimento do setor seja ainda mais acelerado agora em 2022, especialmente pelo  Projeto de Lei n° 5.829/2019 que determina aumento nas tarifas de energia elétrica .

Leia mais sobre isso neste artigo: 2022 é O ano para quem deseja iniciar o uso de energia solar com todos os benefícios atuais

“Trata-se, portanto do melhor momento para se investir em energia solar, justamente por conta do novo aumento já previsto na conta de luz dos brasileiros e do período de transição previsto na lei, que garante até 2045 a manutenção das regras atuais aos consumidores que instalarem um sistema solar no telhado até janeiro de 2023”, explica Ronaldo Koloszuk, presidente do Conselho de Administração da Absolar.

Somando a capacidade instalada das grandes usinas hidrelétricas do país com a geração própria de energia solar, a fonte solar já ocupa o quinto lugar na matriz de geradores de energia elétrica brasileira, ultrapassando assim as termelétricas movidas a petróleo e outros combustíveis fósseis.

Atualmente, o sistema de geração de energia solar é utilizada em 99,9% das conexões de geração própria de energia, liderando com folga este segmento por se apresentar como melhor custo benefício para o consumidor.

Para saber mais sobre o mercado de energia solar, acesse o blog da Alternative Energy e encontre tudo o que você precisa.

Maximiliano Vieira de Freitas : Engenheiro Eletricista formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, pós graduado pela mesma instituição em sistemas de potência, MBA pela Fundação Getúlio Vargas em Gerenciamento de Projetos, trabalha na área elétrica desde 2000 com implantação e projetos de usinas solares e subestações de energia de diversas concessionárias de energia do Brasil.

Redes Sociais

Posts Recentes

Política de Privacidade

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Share This